A edição de vídeos é uma funcionalidade utilizada por milhões de pessoas ao redor do mundo, seja para fins profissionais ou pessoais. No entanto, muitos editores de vídeos utilizados na atualidade exigem o download e a instalação no computador, trazendo empecilhos para aqueles que possuem pouco espaço de armazenamento ou um processador mais lento.

Dessa forma, visando contornar essa situação, o TecMundo lista quatro opções de editores de vídeo online para realizar trabalhos audiovisuais sem se preocupar em baixar nenhum tipo de aplicativo. Apesar de não serem tão completos quanto soluções como Adobe Premiere ou Davinci Resolve, os programas garantem funções básicas direto do navegador.

Confira logo abaixo!

1. Canva

(Canva/Reprodução)(Canva/Reprodução)Fonte:  Canva 

O Canva é uma plataforma australiana de design gráfico que permite aos seus usuários criar uma série de conteúdos, como slides, vídeos, infográficos e artes para as mídias sociais. Apesar de ser possível criar um vídeo do zero na plataforma, como aqueles utilizados para tutoriais, o site também permite a importação de uma mídia do computador para realizar a edição do material.

As ferramentas disponibilizadas são mais simples e atendem principalmente aqueles que precisam realizar poucas alterações na mídia. Além disso, o Canva possui uma versão gratuita e uma premium, cuja as principais diferenças estão na liberação de determinadas funções e na remoção da marca d’ água de algumas imagens.

2. Adobe Creative Cloud Express

(Adobe/Reprodução)(Adobe/Reprodução)Fonte:  Adobe 

De maneira similar ao Canva, o Adobe Creative Cloud Express é um programa online destinado a criação de conteúdo multimídia. Por isso, além de editar vídeos, é possível elaborar folhetos, logotipos, banners e até mesmo anúncios através da plataforma.

As ferramentas de edição de vídeo não deixam a desejar e apresentam funções que podem ser aproveitadas para atividades profissionais ou do dia a dia, como a junção de diferentes vídeos, a desaceleração do áudio e da imagem, entre outros.

Para utilizar os serviços da Adobe, é possível contar com uma versão gratuita e uma paga, que se diferem pela quantidade de armazenamento, modelos de design e o acesso a mais de 20 mil fontes licenciadas pela Adobe Fonts.

3. Clipchamp

(Clipchamp/Reprodução)(Clipchamp/Reprodução)Fonte:  Clipchamp 

O Clipchamp é um software totalmente dedicado à edição de vídeos. Por isso, além de possuir funções mais avançadas, ele permite com que seus usuários criem conteúdos com o formato de diversas plataformas, como o Instagram e o Facebook.

Seus recursos são muito interessantes e permitem que o usuário tenha cuidado com a qualidade do vídeo antes mesmo da filmagem, como a possibilidade de realizar a gravação através da câmera do computador ou de capturar a tela do dispositivo para os casos de aula online.

Seus planos de uso começam no básico, ofertado de forma gratuita, e passam pelo creator e business, que fornecem funcionalidades extras a partir de uma assinatura mensal. O aplicativo não conta com marca d’água na versão grátis, mas a exportação de vídeos ocorre em, no máximo, 480p.

4. Visme

(Visme/Reprodução)(Visme/Reprodução)Fonte:  Visme 

O Visme se intitula como uma oficina digital, onde seus usuários podem criar experiências visuais para negócios e projetos pessoais. Por isso, ele fornece ferramentas que vão além da edição de vídeos e possibilitam a criação de materiais gráficos.

Assim, os usuários do software podem fazer a correção de uma boa parte de erros que possam acontecer no vídeo, além de o incrementarem com outros recursos, como o uso de imagens e planos de fundo.

Da mesma forma que os programas anteriores, o Visme também possui planos gratuitos e pagos, que variam de acordo com as funcionalidades oferecidas ao seu público. No entanto, a função de exportação de vídeo, atualmente, está limitada ao plano pago de US$ 24,75 mensais. Ou seja, o uso só vale a pena para quem realmente vai entrar de cabeça no ecossistema da companhia.



TecMundo