Desde o lançamento de Lost Ark no Ocidente, em fevereiro, o jogo tem recebido críticas por conta da representação feminina no jogo. Um dos pontos citados, por exemplo, são os equipamentos, que mostram bastante do corpo das personagens.

Outro ponto mencionado é o fato de certas classes serem exclusivas de um ou outro gênero. Só personagens masculinos podem ser Warriors e só personagens femininos podem ser Mages. Essa é uma crítica que a própria desenvolvedora Smilegate reconheceu em um post no ano passado.

Fonte:  Steam 

Ao site Eurogamer, o diretor de franquias da Amazon Games, Soomin Park, disse que mudanças estão a caminho para responder a esses dois pontos.

“Vamos falar primeiro das classes exclusivas de um ou outro gênero”, começou Park. “Isso é algo no qual iremos trabalhar ao longo do tempo. Classes são muito atreladas a modelos de personagens no que diz respeito a função e animações, então tornar essas classes compatíveis com o gênero oposto requer mais do que simplesmente fazer um modelo de gênero diferente

“Entretanto, a Smilegate RPG está trabalhando ativamente nisso; a Berserker feminina [N.T.: uma variação de Warrior] é a próxima classe a ser adicionada na versão coreana. Ainda que, no momento, nem todas as classes tenham versões femininas e masculinas, nos esforçamos para que as que tinham estivessem disponíveis no lançamento.”

“No futuro, a Smilegate RPG criará mais versões de classes que ainda são exclusivas de um ou outro gênero, e iremos adicioná-las a Arkesia no futuro.”

Fonte:  Steam 

Park continuou: “Sobre as armaduras, não iremos alterar as roupas originais do jogo, mas iremos fazer ajustes para que as opções que mostram mais do corpo não fiquem muito à mostra em lugares como os nossos materiais promocionais ou na tela de criação inicial de personagens (ainda que os equipamentos originais do criador de personagens ainda estejam presentes como drops no começo do jogo).

“Também iremos adicionar novas opções de equipamentos que não são tão reveladoras, mas essas serão adições e não substitutas. Estamos cientes do equiíbrio entre fãs hardcore, que querem uma experiência de Lost Ark similar à versão original da Coreia, e novos jogadores, que talvez não gostem das opções atuais de armadura e roupas, então estamos adicionando equipamentos e alternativas ao jogo, em vez de remover opções.”

Lost Ark recentemente atingiu a marca de 20 milhões de jogadores e tem uma série de novidades planejadas ainda para esse mês.



TecMundo