Depois do Spaces do Twitter e das Live Audio Rooms do Facebook, chegou a vez da Amazon também criar sua versão particular do Clubhouse. Apresentado pela gigante do e-commerce na terça-feira (8), o app Amp permite que as pessoas se reúnam para criar seu próprio show de músicas ao vivo e o compartilhem como um programa de rádio.

O diferencial da nova plataforma é a disponibilização de “dezenas de milhões de músicas licenciadas” pela Amazon de três grandes gravadoras, além de “uma longa lista” de produções independentes. Nesse sentido, o serviço se aproxima mais de uma rádio do que propriamente em um aplicativo de bate-papo ao vivo. A ideia é transformar qualquer usuário em um DJ, capaz de criar uma playlist cativante, apresentá-la, e interagir com ouvintes e convidados.

Para incrementar a audiência do Amp, a Amazon está trazendo alguns anfitriões mais conhecidos para a estreia: a lista inclui rappers como Nicki Minaj, Pusha T, Lil Yachty e Big Boi. A cantora Tinashe e Travis Barker, do Blink-182, outros artistas a transmitir shows dentro da plataforma.

Como usar o novo Amp?

Embora o serviço tenha sido lançado oficialmente ontem (8), ainda está restrito a uma versão beta bastante limitada e, por enquanto, disponível apenas para usuários do iOS (a página oficial informa que “o Android está chegando”). Neste momento, há uma lista de espera para conseguir o acesso e, em virtude das negociações sobre direitos autorais, o Amp foi inicialmente liberado apenas nos EUA.

Sobre a remuneração aos criadores que ainda não são celebridades, a porta-voz do Amp, Rebecca Silverstein, explicou ao site The Verge que não existe, neste momento inicial, nenhum incentivo à monetização. No entanto, a Amazon “espera adicionar recursos que incentivem os criadores futuramente”, disse.

Além das músicas liberadas, o que impressiona no Amp é a sua facilidade. Tudo que anfitriões e ouvintes precisam fazer é criar uma conta na Amazon para se inscrever gratuitamente no serviço, começar a escutar músicas completas, criar programas envolventes e interagir com o público.



Olhar Digital