Imagem de: Netflix: quanto o preço vai aumentar para quem compartilhar senha?

Imagem: Reprodução/Shutterstock

Na última quarta-feira (16), a Netflix anunciou um teste para taxar assinantes que compartilham suas senhas com terceiros. Com a mudança, portanto, os titulares das contas principais passarão a pagar um valor adicional para cada novo perfil que tiver acesso ao login e que não more no endereço cadastrado.

A atualização chegará inicialmente para os assinantes de três países — Chile, Peru e Costa Rica — e poderá ser expandido para outras partes do mundo, caso tenha resultado positivo para a empresa.

O site oficial da Netflix divulgou o valor das taxas adicionais em cada país: 2.380 CLP no Chile, 7,9 PEN no Peru e USD 2,99 na Costa Rica; todos os valores equivalem a cerca de R$ 15, na conversão atual.

  • Chile: 2.380 CLP (cerca de R$ 15)
  • Peru: 7,9 PEN (cerca de R$ 10,67)
  • Costa Rica: US$ 2,99 (cerca de R$ 15)

E o preço no Brasil?

Apesar do valor convertido da taxa custar R$ 15, o preço para o Brasil não foi divulgado — a Netflix ainda nem confirmou a chegada da mudança para o nosso país. Ainda assim, caso a novidade dê as caras por aqui, a tendência é que o valor seja localizado para o nosso mercado.

Considerando os números divulgados para a Costa Rica, o valor da taxa é cerca de 30% do preço do plano mais básico da Netflix, que no Brasil custa R$ 25,90. Ou seja, caso a empresa siga uma métrica similar ao país mencionado, o preço da taxa extra pode girar em torno de R$ 7 a R$ 8 no Brasil.

É importante ressaltar, novamente, que a função de compartilhar logins pagos ainda não chegou ao Brasil e está em testes na Netflix. Ou seja, os valores para o país ainda são especulativos.

Recepção dos assinantes

Como já era de se esperar, a notícia não foi bem recebida pelo público: alguns usuários afirmaram que o teste é “o começo do fim” do streaming. “Tava pensando aqui já que a netflix vai se pautar pelos IP como que vc vai assistir de lugares diferentes? Por exemplo, vc assiste em casa, mas também assiste pelo celular, ou então viaja e não vai poder acessar sua conta de lá? Achei confuso e sem contar que é um absurdo, né”, disse um usuário.

O que você achou da mudança adotada pela Netflix? Conta nos comentários!





TecMundo