Para quem vai completar 30 anos e deseja relembrar o “passado distante”, uma boa notícia: os Angry Birds, o jogo para celular com os passarinhos nervosos mais famosos do mundo está de volta. Com vários spin-offs, séries, filmes, brinquedos, a saga retorna às telinhas pela mesma produtora, a finlandesa Rovio, que escolheu a versão preferida pelos fãs – a de oito fases de 2012 – para relançar o game, a partir desta quinta-feira (31).

Quando foram lançados originalmente, em dezembro de 2009, os pássaros, ainda sem asas, chegaram em uma versão para Apple iOS. O sucesso foi imediato, com mais de 12 milhões de cópias sendo vendidas na APP Store. Depois disso, o jogo foi portado para outras plataformas, inclusive para Android, onde funcionou por muitos anos, sempre recebendo novas atualizações.

Após a retirada do game das lojas de aplicativos em 2019, os fãs se reuniram nas redes sociais e lançaram uma hashtag no Twitter – #BringBack2012 –, uma referência à versão preferida do público, pedindo a volta de Red, Terence, Leonard, Hal, Chuck e toda a turma. “O clamor foi impossível de ignorar”, diz o artigo publicado no site da Rovio.

O que esperar do relançamento dos Angry Birds?

Fonte: Rovio/Divulgação.Fonte: Rovio/Divulgação.Fonte:  Rovio 

Rovio Classics: Angry Birds, explica o CEO da Rovio, Alex Pelletier, é uma recriação fiel do jogo original do início de 2012, o que inclui todos os easter eggs e todos os extras presentes na versão da época.

Segundo o editor de apps & games do site Android Police, que testou o jogo, ele “funciona tão bem como sempre, com controles de estilingue suaves. Vendo que este é um remake, a Rovio acertou a sensação dos controles originais, o que é sempre uma preocupação ao reconstruir um jogo do zero”. Isso porque o jogo foi inteiramente reconstruído para telas HD, usando a ferramenta Unity.

Angry Birds já está disponível na App Store e no Google Play por R$4,99.



TecMundo