Pat Gelsinger esboça um sorriso de orelha a orelha em todas as apresentações da Intel. A felicidade não é para menos: em 2021, o CEO da companhia de semicondutores teve um salário 1.711 vezes maior do que a média dos empregados da empresa.

A informação, que foi revelada através de um documento da marca, revela que Gelsinger recebeu um montante equivalente a US$ 178,6 milhões, algo em torno de R$ 847 milhões em conversão direta. No entanto, a média do pagamento dos funcionários ficou em cerca de US$ 104,3 mil, que equivale a aproximadamente R$ 490 mil na nossa moeda.

Bob Swan, antecessor de Gelsinger na posição de CEO, ganhava cerca de 217 vezes mais que a média enquanto atuava como executivo da Intel em 2020. Outra comparação ferrenha fica com Tim Cook, CEO da Apple, que ganhou 1.447 vezes mais que a média salarial dos funcionários da fabricante do iPhone. Mesmo assim, Gelsinger ainda está no topo.

Gelsinger vem mudando os rumos da Intel

Pat Gelsinger está presente nas principais apresentações da Intel, sempre com seu sorriso milionárioPat Gelsinger está presente nas principais apresentações da Intel, sempre com seu sorriso milionárioFonte:  Forbes 

Desde que assumiu a Intel em fevereiro de 2021, Pat Gelsinger vem colocando a gigante nos eixos novamente. Em 2021 as ações da companhia subiram 6,8% após um momento turbulento, onde teve um declínio de 17% em 2020. Recentemente, o CEO revelou que a Intel investirá mais de 33 bilhões de euros em seis países da União Europeia com o objetivo de alavancar a produção de semicondutores.

O executivo já é bem conhecido no segmento da tecnologia, e antes de assumir a posição CEO, era o chefão na VMware, especializada em serviços para nuvem e segurança cibernética. Sua carreira começou na Intel em 1979, e de lá para cá soma mais de 30 anos de experiência dentro da empresa.

Na última quarta-feira, 30, a Intel revelou as placas Intel Arc-A, a primeira linha de GPUs dedicadas para os gamers.



Olhar Digital