Castlevania é uma das franquias mais famosas do mundo dos games. Tamanho sucesso fez com que ela ganhasse uma versão anime exclusiva na Netflix, com quatro temporadas já disponíveis no serviço de streaming. Mas muitos ainda questionam: o que de fato difere a história do jogo para a da série animada?

Hoje o Voxel te explica a história da franquia da Konami, que culminou em diversos jogos para dezenas de consoles. Confira:

A história dos primeiros games

O primeiro game da franquia foi lançado em 1987 para o NES, antigo console 8 bits da Nintendo. Ele conta a história de Simon Belmont, um caçador de vampiros que foi treinado para derrotar o temível Conde Drácula. Entretanto, para chegar até o vampiro, será preciso passar por uma série de outras criaturas, como zumbis, lobos e outros monstros.

CastlevaniaCastlevaniaFonte:  IMDB 

Só que a tarefa de Simon não foi concluída com êxito, já que antes de morrer, Drácula acabou amaldiçoando-o. Sete anos depois, cabe a ele reunir cinco partes dos restos mortais do vampiro para queimar seu corpo e escapar da maldição. Esse é o enredo do segundo jogo da franquia, também lançado em 1987 para Famicon e NES.

Embora esses sejam os primeiros jogos, em capítulos mais recentes, a Konami resolveu mudar um pouco a linha do tempo, lançando títulos cujo enredo acontece muitos anos antes da saga de Simon Belmont. Porémo ponto de ligação entre a franquia dos videogames e a série animada é justamente em seu terceiro capítulo.

O terceiro jogo que inspirou a animação

Castlevania 3: Dracula’s Curse é o terceiro jogo da franquia, cujo enredo se passa cerca de 215 anos antes do primeiro, mais precisamente em 1476. Tudo começa quando a esposa de Drácula é queimada na fogueira acusada de bruxaria pelo povo de Valáquia. Para se vingar de todos, o vampiro invoca um exército de criaturas para destruir todos os seus habitantes. Cabe a um grupo de guerreiros derrotar o vilão e salvar o povo da maldição.

Castlevania 3: Dracula's CurseCastlevania 3: Dracula’s CurseFonte:  IMDB 

O game foi o primeiro a permitir que os jogadores controlassem mais de um personagem ao longo da trama. Nele, você pode escolher entre: Trevor Belmont, tataravô de Simon Belmont, o pirata Grant DaNasty, a feiticeira Sypha Belnades, e Alucard, o filho do próprio Conde Drácula.

Uma curiosidade sobre o nome de Alucard é que ele significa Drácula de trás para frente. O próprio personagem usa esse nome como uma forma de mostrar para todos que ele é o oposto do seu pai, mesmo que eles tenham poderes similares.

A história do anime

A produção da Netflix, se baseia nos eventos do terceiro capítulo da franquia dos videogames, mais precisamente na luta entre os personagens contra o vilão Drácula. Nela, o vampiro quer exterminar toda a humanidade, como vingança pela morte de sua amada, e cabe a Trevor Belmont, Alucard e Sypha Belnades impedir isso.

CastlevaniaCastlevaniaFonte:  Divulgação 

A grande diferença entre os enredos é a forma com que a anime explora os personagens e acontecimentos. Diferente do jogo, que por limitações dos antigos consoles não conseguia reproduzir cenas de animação ou diálogos muito extensos, a série animada traz uma história mais extensa, principalmente na forma com que aborda os personagens individualmente.

Por exemplo, ao longo das suas quatro temporadas, podemos ver o relacionamento conturbado de Alucard, que não concorda com as atitudes malignas do seu pai. Assim como também podemos ver a redenção de toda Valáquia com Trevor Belmont, cuja família foi expulsa do vilarejo acusada de bruxaria por conta de seus poderes especiais.

Também é possível conhecer mais de personagens que aparecem rapidamente no jogo. Issac e Hector, por exemplo, são meros coadjuvantes no game, já na anime, ambos possuem um papel crucial, principalmente no que diz respeito às suas personalidades, bem diferentes em relação à compaixão pelo próximo.

CastlevaniaCastlevaniaFonte:  Divulgação 

Para completar, muitos concordam que o sucesso da produção na Netflix, pode reacender a franquia nos consoles. Vale lembrar que a produtora do game, a Konami, não anda nada bem em relação ao mundos dos jogos eletrônicos para consoles e PCs. Detentora de muitas franquias de sucesso, faz anos que a empresa não emplaca um título que seja aclamado pela crítica e pelo público. Se não bastasse, os poucos que ela tem lançado receberam uma chuva de críticas, como E-Football 2021, que chegou a ter o lançamento suspenso por conta de críticas à versão antecipada do game.

Independente de conhecer os jogos ou gostar da franquia, uma coisa é certa: o anime de Castlevania é um sucesso absoluto, e considerado por muitos como a melhor adaptação de um jogo para uma obra audiovisual. Todos os episódios das quatro temporadas já estão disponíveis na Netflix.

E você, é fã de Castlevania? Conte para a gente qual é a sua história com o jogo.



Olhar Digital