Imagem de: Ruptura: 7 produções parecidas com a série do Apple TV+

Imagem: Divulgação/Netflix

Ruptura estreou no catálogo do Apple TV+ em fevereiro e ganhou a atenção dos assinantes. Criada pelo estreante Dan Erickson e dirigida por Ben Stiller, a produção foi bastante elogiada pela crítica e pelos espectadores.

Misturando aspectos de ficção científica, drama e mistério, Ruptura acompanha cinco funcionários de uma empresa famosa chamada Lumen. Lá, os funcionários aceitam participar de um procedimento experimental em que suas memórias pessoais e de trabalho são permanentemente separadas.

O que parece ser uma simples ‘ruptura’ da mente é, na verdade, algo muito mais profundo e que deixa marcas nos funcionários que passam pelo procedimento. Se você assistiu à série e gostou das reflexões levantadas pela trama, confira seis produções parecidas com o seriado do Apple TV+.

7) Devs (2020)

A minissérie lançada inicialmente pela emissora FX acompanha Lily Chan, uma engenheira de software de uma famosa empresa de tecnologia. Ela passa a investigar a companhia após o misterioso assassinato do namorado, que acabara de ser promovido para uma divisão secreta da mesma empresa.

A série é uma boa opção para aqueles que se questionaram sobre assuntos como livre arbítrio no trabalho em Ruptura.

Divulgação/FXDivulgação/FX

6)Homecoming (2018)

Baseada no podcast de mesmo nome criado por Eli Horowitz e Micah Bloomberg, a série é estrelada por Julia Roberts. Assim como a produção do Apple TV+, Homecoming também aborda uma empresa enigmática com intenções secretas.

“Boas intenções. Chefes inconstantes. Paranoia crescente. Consequências imprevistas saindo de controle. Heidi (Julia Roberts) trabalha em Homecoming, uma unidade que ajuda soldados na transição para a vida civil. Anos após ela começar uma nova vida, o Departamento de Defesa questiona sua saída de Homecoming. Heidi vê que há outra história por trás da que ela acredita”, diz a sinopse oficial da série.

  • Disponível no Amazon Prime Video.

Homecoming Divulgação

5) Black Mirror (2011)

Talvez a série mais conhecida da lista, Black Mirror já é famosa por unir o contexto de avanço tecnológico com questões filosóficas. A série foi exibida inicialmente pelo canal Channel 4 e apresenta várias histórias diferentes envolvendo “as potencialidades sombrias de tecnologias já existentes”, como redes sociais, robôs e biochips.

Black MirrorNetflix/Divulgação

4) Trilogia Matrix (1999)

Impossível falar de títulos sci-fi que dialoguem com questões filosóficas e não citar a trilogia Matrix. Lançado em 1999, o primeiro filme foi um marco na história do cinema, misturando uma trama futurista distópica e dilemas cada vez mais atuais, como livre arbítrio, identidade e busca por liberdade.

  • Disponível em: HBO Max, NOW e Amazon Prime Video.

MatrixDivulgação/Warner

3) Westworld (2016)

Com grande elenco — incluindo Rachel Evan Wood, Jeffrey Wright e Anthony Hopkins — a produção da HBO apresenta um parque temático de faroeste, onde vivem androides guiados por inteligência artificial.

Lá, os visitantes humanos podem fazer tudo que quiserem com os robôs. O que eles não esperavam, porém, é que os androides começassem a buscar a verdade sobre a própria existência.

2) Brilho Eterno de uma Mente sem Lembranças (2004)

O filme protagonizado por Jim Carrey e Kate Winslet aborda justamente a remoção de memórias de uma pessoa e como isso funcionaria na prática.

Na trama, Joel “se surpreende ao saber que seu amor verdadeiro, Clementine, o apagou completamente de sua memória. Ele decide fazer o mesmo, mas muda de ideia. Preso na própria mente enquanto os especialistas se mantêm ocupados em seu apartamento, Joel precisa avisá-los para parar.”

  • Disponível em: Globoplay, Star+, Amazon Prime Video, Apple TV+ e HBO Max.

Brilho eterno de uma menteDivulgação

1) Made for Love (2020)

Semelhante aos personagens em Ruptura, a protagonista da série Made for Love está em busca de sua liberdade, além da tentativa de entender quem realmente é.

Na história, Hazel descobre que há um dispositivo de rastreamento em sua cabeça. O chip permite que seu ex veja onde ela está e até saiba como ela está se sentindo. Ao fugir da casa do bilionário, Hazel fará de tudo para conquistar sua independência.

Made for LoveDivulgação



Olhar Digital