O governo do Camboja lançou neste mês (11) um apelo aos turistas para que parem de colher uma planta carnívora rara – que tem o formato de pênis humano – uma vez que a espécie se encontra em risco de extinção.

“Obrigado por amar os recursos naturais, mas não colha para que seja desperdiçado!”, diz a postagem do ministério do Meio Ambiente, no Facebook.

Para ilustrar o comportamento das pessoas frente às plantas de forma fálica, o órgão governamental compartilhou imagens de três mulheres “disputando” as plantas-jarro (como são conhecidas no Camboja). O vídeo, feito no dia 11 de maio, foi publicado na plataforma de compartilhamento de vídeos Newsflare.

Fonte: Ministério do Meio Ambiente do Camboja/Facebook/DivulgaçãoFonte: Ministério do Meio Ambiente do Camboja/Facebook/DivulgaçãoFonte:  Ministério do Meio Ambiente do Camboja/Facebook 

O que são as “plantas pênis”?

Embora alguns sites de notícias tenham publicado que o nome da planta é Nepenthes holdenii, a designação correta é Nepenthes bokorensis, explicou o site Live Science, após entrevistar o fotógrafo Jeremy Holden, que foi o primeiro a registrar imagens da N. holdenii, e o ilustrador botânico François Mey, que fez gravuras de ambas as espécies.

Embora as duas plantas sejam muito parecidas e ocorram em cadeias de montanhas do Camboja próximas entre si, elas crescem em locais diferentes. “A minha planta [N. holdenii] cresce em alguns locais secretos nas Montanhas Cardamomo. A Bokorensis ocorre no Phnom Bokor, muito mais acessível, que passou por amplo desenvolvimento nos últimos anos”, esclarece Holden.

Mey recomenda: “Se as pessoas estiverem interessadas, mesmo de forma divertida, em posar, em fazer selfies com as plantas, tudo bem, mas não as colham“, pediu.



TecMundo