A Mobylette está de volta! Quem tem um pouco mais de idade pode se lembrar com mais facilidade, mas o ciclomotor foi um sucesso gigantesco nos anos 80, dando nome inclusive a outros modelos que não eram exatamente o da Caloi, mas imitam estilo e design.

A motocicleta mais popular de épocas passadas voltou mantendo o mesmo quadro de alumínio e selim do modelo original que a tornou famosa. Desta vez, no entanto, temos uma novidade: a adição do formato elétrico deve chamar a atenção tanto dos mais nostálgicos como de novos entusiastas.

Quer saber mais detalhes da nova bicicleta elétrica da Caloi? Acompanhe mais um guia completo do TecMundo explorando o mundo da tecnologia!

Mobylette, a bicicleta elétrica da Caloi

A nova Mobylette chega com um motor de cubo com 36V, gerando 350W de potência e torque de 4 kgfm. O mais interessante é que pode ser acionado tanto pelo movimento da pedalada quanto pelo acelerador integrado ao display.

.  Caloi | Divulgação 

O design geral, como mencionamos, se manteve quase que intacto à sua versão original, relembrando os tempos áureos de quando era uma verdadeira paixão do brasileiro. Porém, as mudanças principais, além da adição do motor elétrico, parecem vir em favor do conforto, economia e praticidade do usuário.

O freio a disco agora é hidráulico, com sensor no manete, o que traz muito mais segurança. Os pneus são da marca Vee Rubber de modelos mais largos. A bateria (localizada debaixo do banco, sendo removível) oferece uma autonomia de até 30km, o que parece atender alguns passeios com a carga completa, mas depende das condições de uso.

.  Caloi | Divulgação 

A velocidade não passa dos 25Km/h em seus 3 modos de condução: Eco, Mid e High. O garfo continua sendo feito de aço e há uma repaginação em diversos detalhes espalhados pelo Mobylette.

Qual o preço da Mobylette?

Dentro dos outros modelos da Caloi, a Mobylette estaria entre as bikes elétricas de preço intermediário. Afinal, a E-Vibe Easy Rider continua trazendo o menor valor médio. A Mobylette aparece na sequência, seguida dos modelos E-Vibe City Tour e E-Vibe Elite, que podem chegar a custar cerca de R$ 25.959,99.

.  Caloi | Divulgação 

A Mobylette iniciou as vendas pela internet com o valor de R$ 9.199 em março de 2022, mas todo o primeiro lote foi vendido em menos de 24 horas. A venda pela internet continua em alguns casos isolados, mas a principal maneira de adquirir uma é por meio dos fornecedores oficiais espalhados pelo Brasil e disponíveis no site oficial com preço sugerido em R$ 9.799.

Especificações Técnicas

  • Quadro de alumínio Liga 6061;
  • Garfo Rígido de aço;
  • Aros Alumínio – Parede Simples – 73×20 – 36 furos;
  • Cubos (D) 135mm – 36 furos;
  • Raios Inox 14G / Nipples em Latão 14G;
  • Pneu VeeRubber VRB321 – 20×4.00 (102-406) – Mission Command;
  • Pedal Plástico – Feimin – FP803B;
  • Pedivela Aço – 40D – 140mm;
  • Movimento Central B920-9W – 100mm;
  • Corrente KMC 116 elos;
  • Cassete Roda Livre 7v – 14-28D;
  • Câmbio traseiro Microshift RD-M21;
  • Passadores Grip Shift – Microshift DS85 – 7v;
  • Guidão Aço curvo – 654X160 / 30°;
  • Suporte de guidão 28.6 x 40 – 10º;
  • Manoplas Borracha – 70 e 123mm;
  • Movimento de direção FP-H801S;
  • Freios Hidráulico a disco com sensor no manete – rotor dianteiro e traseiro 160mm;
  • Manete de freios Alumínio;
  • Selim Tradicional Mobylette;
  • Motor Cubo Traseiro – DGW25;
  • Voltagem 36V;
  • Índice de Proteção IPX5;
  • Velocidade máxima 25km/h (pedal assistido e acelerador);
  • Níveis de Assitência 3 modos no pedal assistido (Eco, Mid e High);
  • Bateria Ion-Litio – 36v – 10.4Ah;
  • Autonomia Até 30km (conforme condições de teste Caloi);
  • Potência/Torque Máximo 350W/ 40 N.m.

O que achou da nova Mobylette? Uma lenda que agora pode ganhar o respeito de quem ainda não conhecia como bike elétrica. Para essas e outras informações sobre o mundo da tecnologia e muito mais, acompanhe o TecMundo.



TecMundo