A Meta pode estar planejando encerrar as atividades da sua ferramenta CrowdTangle. Ela foi e ainda é um dos recursos utilizados por pesquisadores para rastrear a disseminação de “histórias virais” em múltiplas plataformas, incluindo as que espalham desinformação.

O Facebook já teria retirado boa parte do seu suporte ao desenvolvimento do CrowdTangle. A Meta iniciou um processo oficial para encerrar a ferramenta em fevereiro, mas o interrompeu na época pois trabalhava na Lei de Serviços Digitais (Digital Services Act) da União Europeia.

Essa é uma ferramenta de insights públicos do Facebook que ajuda editores, jornalistas e pesquisadores a analisar e relatar o que está acontecendo nas mídias sociais. É importante mencionar que os “alvos” da ferramenta são páginas, grupos, contas e tópicos influentes. O CrowdTangle não rastreia conteúdo de perfis comuns no Facebook, por exemplo.

Interface da ferramenta CrowdTangle. (CrowdTangle)  CrowdTangle 

Quando o Facebook comprou o CrowdTangle, em 2016, a empresa disse que a ferramenta poderia ajudar os editores a “encontrar histórias que importam, medir seu desempenho social e identificar influenciadores”.

Um porta-voz da Meta disse à Bloomberg que o CrowdTangle permanecerá ativo pelo menos até as eleições de meio de mandato deste ano — ou seja, pelo menos até o início de novembro. A empresa também afirmou que tem planos de fornecer ferramentas “ainda mais valiosas” para pesquisadores.



TecMundo