Tendo que conciliar uma tradição de 120 anos com o imperativo da General Motors — de vender apenas carros elétricos a partir de 2035 —, a Cadillac revelou nessa sexta-feira (22) imagens do seu ultraluxuoso sedã elétrico Cadillac Celestiq, chamado de “o Cadillac mais Cadillac já produzido”.

Para conquistar o seleto mercado high-end, hoje dividido entre as britânicas Rolls-Royce e Bentley, os designers e engenheiros se basearam nos icônicos modelos da Cadillac do passado, como os então revolucionários modelos V16 de 1930 e o lendário Eldorado Brougham de 1957, que custava mais do que um Rolls-Royce.

Por enquanto, o Celestiq é apresentado pela GM como um “show car”, o que significa que se trata apenas de um trabalho personalizado, criado especificamente para exibição pública, mas não para a venda.

Fonte: Cadillac/Divulgação.Fonte: Cadillac/Divulgação.Fonte:  Cadillac 

Quais as características do Cadillac Celestiq?

Feito à mão e com uma produção de apenas cerca de 500 unidades por ano, o Celestiq tem a carroceria de um sedã fastback esguio, com caimento do teto até um vidro traseiro longo e curvo. O capô, igualmente longo, contrasta com superfícies suaves com maçanetas escondidas. Na traseira, dois pares de luzes de freio angulares se estendem até as cavas das rodas.

Além dos detalhes externos, como luzes em LED, grade frontal iluminada e rodas avantajadas para boa aerodinâmica, há inúmeros detalhes esmerados no interior do veículo, como uma exclusiva tela digital de 55 polegadas com “persianas digitais eletrônicas” que permitem aos passageiros assistir a vídeos sem bloquear a visão do motorista.

Um interior revestido em couro vermelho e um teto panorâmico de vidro modularmente ajustável graças à tecnologia “dispositivo de partículas suspensas” dão a clara medida do público-alvo do veículo: a realeza ou algum integrante do ranking da Forbes. O preço do veículo é estimado em US$ 300 mil, ou R$ 1,65 milhão.

Fonte: Cadillac/Divulgação.Fonte: Cadillac/Divulgação.Fonte:  Cadillac 



TecMundo