João Senise retorna às canções jazzísticas no álbum ‘Nice ‘n’ easy’ | Blog do Mauro Ferreira

João Senise retorna às canções jazzísticas no álbum ‘Nice ‘n’ easy’ | Blog do Mauro Ferreira


♪ João Senise volta aos standards do jazz no álbum Nice ‘n’ easy. Oitavo título da discografia do cantor carioca, o álbum Nice ‘n’ easy chega ao mercado fonográfico somente em edição digital, através da gravadora Fina Flor, com regravações de 12 joias da canção norte-americana.

Trata-se do primeiro álbum de João Senise desde Chama o Síndico (2018), disco com abordagens do repertório do cantor carioca Tim Maia (1942 – 1998). Só que, entre um álbum e outro, Senise fez incursão por músicas de acento mais pop em EP intitulado JS PopStar (2019).

Gravado em dezembro de 2019 no estúdio La Maison, na cidade do Rio de Janeiro (RJ), o álbum Nice ‘n’ easy dialoga com dois discos anteriores do artista, Just in time (2013) e Love letters (2019), ambos com repertórios baseados no mesmo universo de standards jazzísticos da canção norte-americana em que se situou a criação de Nice ‘n’ easy.

Padrasto de João, Gilson Peranzzetta assina a direção musical e os arranjos de Nice ‘n’ easy, além de ter integrado – como pianista – o trio-base com o qual o cantor deu forma ao disco. Além de Peranzzetta, esse trio conta com Ricardo Costa na bateria e Zeca Assumpção no contrabaixo.

Pai de João, o saxofonista e flautista Mauro Senise figura em três faixas, tendo participado das gravações das canções That old feeling (Sammy Fain e Lew Brown, 1937), Nice ‘n’ easy (Alan Bergman, Marilyn Keith e Lew Spence, 1960) – música com o qual Senise batizou o disco, reproduzindo o nome escolhido por Frank Sinatra (1915 – 1998) para álbum lançado pelo cantor norte-americano em 1960 – e I’m beginning to see the light (Duke Ellington, Don George, Johnny Hodges e Harry James, 1944).

O repertório do álbum Nice ‘n’ easy também inclui as canções A foggy day (George Gershwin e Ira Gershwin, 1937), As time goes by (Herman Hupfeld, 1931), Beyond the sea (Charles Trenet e Jack Lawrence, 1945), Blue moon (Richard Rodgers e Lorenz Hart), But not for me ((George Gershwin e Ira Gershwin, 1930), Cheek to cheek (Irving Berlin, 1935) e Summertime (George Gershwin, Ira Gershwin e DuBose Heyward, 1935).



Todos os direitos reservados a fonte

Deixe uma resposta

Fechar Menu